Categoria: Outros

App do Mestre dos AplicativosApp do Mestre dos Aplicativos

Neste mundo que vivemos atualmente tudo é rápido, tudo é digital, e o Mestre dos Apps pensando em seus clientes e afiliados inovou a forma de relacionamento com seu público através de seu próprio aplicativo super prático.

A nossa equipe Mestre dos Apps chegou a conclusão que seria incoerente que, uma agência de aplicativos não tivesse o seu próprio aplicativo, pois somente através do seu website e redes sociais não tem sido suficiente para alcançar seu público alvo e dar o suporte devido aos seus clientes e afiliados.

Por tanto o Mestre dos Apps lançou o seu próprio aplicativo onde você poderá conhecer um pouco mais do mundos dos apps, e saber qual o melhor app para o seu negócio ou empresa. Tudo através de um app leve, funcional e super pratico, sem precisar ficar clicando em links ou navegando em um browser.

O que você encontra no app Mestre dos Apps:

  • Canal direto com nossa agência
  • Recebe promoções e descontos incríveis
  • Área do cliente
  • Área do afiliado com materiais exclusivos
  • Informações e cadastro de afiliado
  • Noticias do mundo dos apps
  • Dicas de como ganhar dinheiro indicando apps
  • Os melhores tipos de apps para ganhar dinheiro
  • Baixar ebooks em PDF gratuitamente
  • Dicas de Apps
  • Recebe notificações de novidades e muito mais.
Clique e baixe o app do Mestre dos Apps
Leia maisLeia mais

Mestre dos Apps na 1º Feira de E.P.CMestre dos Apps na 1º Feira de E.P.C

QUAL A IMPORTÂNCIA DE PARTICIPAR DE UMA FEIRA DE NEGÓCIOS?

A frequência de eventos relacionados a feiras – principalmente de negócios – já se tornou algo comum. Com diversos temas, sejam elas internacionais ou nacionais, os feitos alcançados por meio das exposições são sentidos em diversos setores: desde aqueles que levam sua marca para conhecimento dos potenciais clientes, até aqueles que trabalham durante o evento para auxílio da divulgação.

As feiras são importantes eventos em que organizadores juntam diversas empresas de determinado setor a fim de divulgar os seus produtos e possíveis soluções. Além de ser uma das mais formas mais eficazes de promoção comercial que torna uma empresa conhecida no mercado.

Para os compradores, a principal vantagem de participar de uma feira de negócios é poder comprar produtos ou serviços com preços baixos que dificilmente poderiam conseguir em outros lugares, ou comparar equipamentos de diversas marcas, balanceando o melhor custo x benefício. Já para os empreendedores ou empresários, a principal vantagem é conseguir chegar ao consumidor de um modo mais rápido, tornando sua marca conhecida, além de ter um bom número de novos contatos para se trabalhar ao mesmo.

1º FEIRA DE EMPREENDEDORES E PROFISSIONAIS CRISTÃOS

Neste espírito de empreendimento é que diversos empreendedores e profissionais cristãos, se reunirão neste sábado dia 08 de Junho de 2019 a partir das 14h para realizar a sua primeira feira de negócios no bairro de Anchieta, zona norte do Rio de Janeiro.

 

Será uma oportunidade unica, para todos os consumidores e também outros empreendedores que poderão comprar diversos produtos com preços incríveis como sapatos, roupas, óculos, cosméticos, bolsas e serviços como exame de vista, planejamento de obras e reformas, cursos de informática e até criação de aplicativos e websites.

O Mestre dos Apps presente na Feira

A agencia de aplicativos Mestre dos Apps também estará presente nesta feira, proporcionando a oportunidade a todos de conhecerem um pouco mais sobre a importância de se ter seu próprio app. Que os aplicativos já são uma revolução mundial todos já sabem, porém muitos ainda não sabem como atualmente é simples e com preço acessivel comprar seu próprio aplicativo totalmente personalizado.

 

Os dados não mentem, segundo o IBGE, a utilização do celular para navegar na internet já ultrapassa a utilização de desktops. Em comparação com 2013, apenas há 3 anos, a porcentagem de utilização do desktop diminuiu em 88,4% e o maior índice de conectividade via celular foi registrado no nordeste do Brasil, onde 92,5% das casas utilizam os smartphones para acessar a rede.

Outra informação da pesquisa que impressiona foi a comparação de crianças de 10 anos que tinham celular em 2005 e o número que tem hoje… Acreditem, houve um aumento de mais de 142% de aparelhos para os pequenos. É bem simples de entender… A forma de utilizar a internet mudou e vem mudando muito rapidamente. Com as informações que passamos, percebe-se que de poucos para cá, a preferência pelas pequenas telas vem aumentado cada vez mais, pois esse é o futuro. 

Então se sua empresa ou negócio ainda não tem um aplicativo próprio, com certeza você está deixando de ganhar uma multidão de clientes e ficando para trás. Por tanto, não perca esta oportunidade, participe da Feira de E.P.C.

Leia maisLeia mais

10 DICAS PARA CRIAR UM APLICATIVO DE SUCESSO – BAIXE GRÁTIS10 DICAS PARA CRIAR UM APLICATIVO DE SUCESSO – BAIXE GRÁTIS

10 DICAS PARA CRIAR UM APLICATIVO DE SUCESSO

Crie um app profissional para você ou sua empresa, com as melhores dicas de desenvolvedores de aplicativos de sucesso e saiba como proteger suas ideias



Planejar e criar um aplicativo é apenas o começo de qualquer ação mobile. Com tantos aplicativos disponíveis gratuitamente, seu app deve ter algo que chame a atenção do seu usuário ou então seus esforços não trarão bons resultados.

Quer ter a sua chance de sucesso com os apps ou aumentar a receita de sua empresa com um app?

Então estas dicas que a equipe Mestre dos Aplicativos selecionou são pra você, aprenda com os mais diversos Experts de aplicativos de várias empresas.

Baixe grátis o e-book!


Leia maisLeia mais

Como Gerar chave API do google mapsComo Gerar chave API do google maps

Este artigo tratava da geração de uma chave que ficou obsoleta, atualizamos de acordo com o Google, para isso vá para o artigo atualizado CLIQUE AQUI

Se você precisa utilizar um mapa gps num aplicativo ou website, pra que ele seja exibido no modo normal de visualização, será necessário ativar as apis do mapa. Neste artigo você aprenderá em poucos minutos, como gerar a chave API do Google maps para inserir no seu aplicativo ou website. É sugerido que esta ação seja realizada pelo proprietário do app ou website, uma vez que os dados requeridos para estes serviços sejam verdadeiros e exatamente do proprietário da aplicação e não do desenvolvedor.

Isso passou a ser obrigatório, depois que a Google alterou a política de visualização dos mapas que oferece, passando a cobrar um valor calculado conforme o número de visualizações do mapa.

De acordo com o site BBC News, a partir do dia 1º de janeiro de 2012, a Gigante de Mountain View começará a cobrar os acessos à API do Google Maps por sites com fins lucrativos. Segundo a publicação, caso excedam 25 mil utilizações, os serviços terão que pagar US$ 4 a cada mil acessos.

A restrição foi estipulada devido à alta demanda de alguns serviços, como sites de viagens, serviços que calculam tarifas de táxi e qualquer empresa que oferece a visualização da sua localização pelo Google Maps diretamente na sua página. Com o fluxo demasiado da API, o desempenho da ferramenta de localização para usuários convencionais começou a ser afetada.

Note que o número de visualizações é computado segundo cada carregamento do mapa. Ou seja, se o usuário abrir o mapa 10 vezes durante uma mesma sessão de navegação no app, serão computadas 10 visualizações do mapa para o cálculo em questão.

Por isso que é sugerido que o proprietário do app ou website gere esta chave com os seus próprios dados, pois se o desenvolvedor do app ou website utiliza a sua própria chave em todos os aplicativos ou websites que desenvolve, todas as visualizações de cada app ou site serão somadas, o que aumentará a chance deste receber uma fatura alta como surpresa no final do mês.

Mas se cada mapa de app ou website forem utilizadas chaves diferentes que são aquelas geradas pelos próprios clientes (os donos do app) as visualizações dificilmente excederão a margem das 25 mil visualizações gratuitas, e mesmo se passarem custará bem pouco.

Com isso você não correrá o risco de receber uma cobrança decorrente de um grande número de visualizações do mapa no app, que apresentará o modo de visualização padrão até atingir o limite determinado.

Importante ressaltar que, após este limite, a visualização do mapa voltará para o modo de desenvolvimento. 

Este artigo tratava da geração de uma chave que ficou obsoleta, atualizamos de acordo com o Google, para isso vá para o artigo atualizado CLIQUE AQUI

Leia maisLeia mais

Bem vindo a Revolução dos Aplicativos: a Quarta Revolução IndustrialBem vindo a Revolução dos Aplicativos: a Quarta Revolução Industrial

CONHEÇA A 4º REVOLUÇÃO INDUSTRIAL

As inovações tecnológicas estão alimentando grandes mudanças em todo o mundo e trazendo para todos, em especial para as empresas, benefícios e desafios, em igual medida | por Klaus Schwab


Ao longo da história, as revoluções têm ocorrido quando novas tecnologias e novas formas de ver o mundo disparam uma mudança profunda no sistema econômico e na estrutura social.
 
A primeira grande transformação – a transição da coleta para o cultivo de alimentos – aconteceu 10 mil anos atrás e foi possível graças à domesticação dos animais. A revolução agrária, mais tarde, combinou o esforço dos animais ao das pessoas para promover a produção, o transporte e a comunicação. Aos poucos, a produção de alimentos melhorou, estimulando o crescimento populacional e abrindo caminho para as concentrações humanas que levaram ao surgimento das cidades.
 
A revolução agrária foi seguida por uma série de revoluções industriais, que tiveram início na segunda metade do século 18, com movimentos entre 1760 e 1840. Impulsionadas pela construção das rodovias e pela invenção das máquinas a vapor, inauguraram a produção mecanizada.
 
A segunda revolução industrial, que começou entre o fim do século 19 e o início do 20, tornou possível a produção em massa, graças aos adventos da eletricidade e da linha de produção.
 
A terceira remonta à década de 1960 e é geralmente chamada de revolução digital, por ter sido catalisada pelo desenvolvimento dos semicondutores, mainframes e computadores pessoais, assim como pela internet, aí já nos anos 1990.
 
Atualmente, vivemos a quarta revolução industrial, que tem como marco a virada do milênio e se baseia na revolução digital, trazendo desafios e oportunidades para as empresas e seus líderes. 

Diferente de tudo

A quarta revolução industrial não envolve apenas máquinas inteligentes e conectadas; seu escopo é muito mais amplo.
 
Estamos observando simultaneamente ondas de avanços em diversas áreas, que vão do sequenciamento genético à nanotecnologia. É a fusão dessas tecnologias e a interação com as dimensões física, digital e biológica que tornam o fenômeno atual diferente de todos os anteriores. Tecnologias emergentes e inovação em ampla escala têm se difundido mais rapidamente e de maneira mais ampla do que em movimentos do passado.
 
Além disso, os ganhos de escala com a inovação são assombrosos e algumas tecnologias disruptivas parecem demandar muito pouco capital para prosperar. Negócios como o Instagram e o WhatsApp, por exemplo, não requerem um financiamento vultoso para iniciar suas operações, o que representa uma importante mudança no papel do capital. 

Megatendências digitais: Aplicativos

Uma das principais pontes entre as aplicações físicas e digitais possibilitadas pela quarta revolução industrial é a internet das coisas, ou seja, a relação entre “coisas” (produtos, serviços, locais etc.) e pessoas viabilizada por tecnologias conectadas e diversas plataformas.
Para a presidente do Google para as Américas, o uso dos smartphones ficará cada vez mais fácil com o avanço das tecnologias de reconhecimento de voz

Toda a atenção da americana Margo Georgiadis está voltada para a telinha dos celulares. Presidente do Google para as Américas, que envolve as operações dos Estados Unidos, do Canadá e da América Latina, Margo diz que a experiência de consumir será guiada pelos smartphones. “Quanto mais as pessoas usam a internet nos dispositivos móveis, mais tempo estarão conectadas”, disse a EXAME em uma visita a São Paulo.


Os aplicativos móveis instalados por dispositivo já ultrapassa os bilhões e essa tendência não pára. Espera-se um crescimento global de 78% no uso de aplicativos. Portanto, todos os dias há mais PMEs (pequenas e médias empresas) que decidem investir em seu próprio aplicativo móvel para criar uma nova forma de comunicação e fidelidade com seus clientes.

Até muito recentemente, apenas grandes multinacionais podiam pagar esse tipo de tecnologia devido ao alto custo de seu desenvolvimento. No entanto, com o avanço da tecnologia surgem empresas como a Mestre dos Aplicativos que se utilizando de uma tecnologia de ponta e uma metodologia incrível, está revolucionando a criação de aplicativo mobile, oferecendo a oportunidade não somente aos grandes empresários mas principalmente aos médios e pequenos empresários, lojistas, comerciantes, autônomos, e até igrejas sejam elas grandes ou pequenas, de terem seu próprio aplicativo sem precisar gastar uma fortuna para isso.
O Mestre dos Aplicativos disponibiliza o desenvolvimento de aplicativo mobile para qualquer segmento com o melhor custo beneficio da internet, seja Android e/ou IOS (Iphone). Agora ter um aplicativo mobile próprio, é uma grande ferramenta que você também pode ter e disponibilizar para seus clientes ou público. Faça o seu orçamento grátis e você saberá que ter seu próprio aplicativo custa menos do que você imagina.
Para fazer uma comparação, faça um orçamento no Mestre dos Aplicativos e depois faça em outras empresas e tire você mesmo sua própria conclusão.
Como exemplo da concorrência você pode acessar o link  http://www.quantocustaumapp.com.br/  e fazer em poucos minutos um orçamento estimado de quanto ficará seu aplicativo numa empresa tradicional e depois você compara com o orçamento personalizado do Mestre dos Aplicativos, não custa nada.

FAÇA SEU ORÇAMENTO GRÁTIS CLIQUE AQUI

Leia maisLeia mais